Instagram

Pesquisar este blog

sexta-feira, 25 de março de 2016

Faça-se feliz!

Dia 2 de junho, eu dei a louca e resolvi cortar meu cabelo (eu mesma). Mas não, não vim falar sobre meu corte ou sobre o quanto o estou amando, vim falar sobre a implicância das pessoas e sobre esse jeito das pessoas acharem que tem todo direito de opinar e, irritantemente, te dizer o que fazer ou não.
"Seu cabelo 'era' tão lindo?"
"Porque você fez isso?"
"Ai, não era pra você ter feito isso!"
"Antes ter raspado logo!"
    Isso foi só uma parte do que ouvi quando cortei o cabelo e, claro, me incomodei pakas com o que as pessoas disseram, e a maneira como achavam que tinham total direito de me dizer como, quando e porque cortar o cabelo. O meu cabelo. Eu lembro de quando algumas diziam "Tá, já tá feito, mas porque você fez?" Como se fosse eu precisasse dar a eles um motivo pra aceitar o meu corte.
Eu fiquei me perguntando quando que eu deixei as pessoas acharem que tem esse direito sobre meus atos. Minha vontade era ser grossa com todos e seguir com tudo, maaaaas eu ~que necessito exercer o domínio próprio~ respirei fundo e dava uma resposta evasiva, mas firme sobre ser o MEU cabelo.
    Até hoje eu tenho que ainda ouvir alguns comentários, só que os corto. Coisas como "Ai, graças a Deus que o cabelo já tá crescendo, né?" Eu busco de todas as maneiras não ser grossa, mas as vezes é complicado.
    Então meu apelo é pra todas as pessoas que adoram opinar sobre mudanças alheias (Sabe... aquelas que não vão lhe afetar em nada? Pois...): Não façam isso, cara, se você não gostou, beleza. Mas, aquela pessoa gostou e a única pessoa que você vai fazer é trazer revolta e desconforto a ambos.
    E pra as que apenas querem fazer suas coisas, quietinhas no seu canto: Não liga. As pessoas tem esse jeito de tentar impor sua opinião e vontade sobre as dos demais, e as vezes eles nem percebem isso. Não fique infeliz pra agradar outros, sinta-se bem.
    Eu, por exemplo, tava me sentindo mal com o cabelão. Eu tava cansada e insatisfeita, queria mudar e a tempos queria deixar o cabelo curto mais leve e solto. As vezes eu até penso que o motivo de algumas pessoas terem se colocado tanto contra foi pela ousadia de fazer o que eu queria, simples e ponto. E não ficar pensando e repensando sobre fazer ou não. E pela ousadia de fazer independente do que minha região ache sobre cabelos curtos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário!